Categorias
Entrevistas de Lico

Lico entrevista a radiologista Kellen Belmont

Hoje vamos entrevistar a Dra. Kellen Cristhina Belmont Chaves. Uma dentista que fotografa os dentes, ou melhor, ela é uma radiologista. É graças ao seu trabalho que, dentre outras coisas, podemos ver as maldades que o vilão @Acido_X faz com os nossos dentes.

Nascida em Paranavaí, cidade do interior do Paraná, a Dra Kelllen formou-se cirurgiã-dentista na Universidade do Sagrado Coração, em 1999 e especializou-se em Radiologia Odontológica na Universidade de São Paulo. Atualmente mora na cidade de Curitiba.

Lico: Olá, Dra. Kellen. É um grande prazer contar com sua presença aqui no blog. Antes de falarmos sobre a sua especialidade, a radiologia, gostaria de saber um pouco sobre a sua infância, onde se passou e qual a lembrança mais viva da aquela época?
Dra. Kellen: Passei toda minha infância em Paranavaí. Posso dizer que tive uma infância muito feliz. Meus pais não mediram esforços para isso. Brincadeiras, amigos, passeios, viagens, bom estudo, saúde, prática de esportes e sobretudo, muito amor. Eu e minha irmã não temos do que reclamar. Só ficaram lembranças boas.

Lico: Por que decidiu ser dentista? E por que o interesse em fotografar os dentes? Você queria ter a visão RaioX igual a do super-homem (risos)?
Dra. Kellen: A vontade de ser dentista surgiu ainda criança. Eu adorava as visitas à dentista. A cada consulta eu ficava encantada com aqueles aparelhos, instrumentais, materiais e com o jeito que ela me tratava. E queria saber mais e mais. Já a radiologia surgiu na faculdade, quando fiz algumas pesquisas na área. O que acredito ter sido fundamental para minha escolha. Bem que eu podia ter uma visão de Raios-X…assim o @Acido_X ia ter que se esconder muito bem…(Risos)

Lico: No que a radiologia pode ajudar na prevenção e tratamento das doenças bucais?
Dra. Kellen: As radiografias podem localizar lesões cariosas, antes mesmo de apresentarem cavitação, as quais no exame clínico não seriam detectadas. Podem ser usadas para planejar e acompanhar tratamentos ortodônticos, verificar a possibilidade de instalar implantes, auxiliar no tratamento endodôntico, planejamento de cirurgias, diagnóstico de lesões. Enfim, é um exame complementar para todas as áreas da odontologia.

Lico: Existe algum procedimento diferente quando o paciente é uma criança? A partir de que idade ela pode ter os dentes radiografados?
Dra. Kellen: A maioria das técnicas radiográficas são as mesmas para adultos e crianças, o que muda muitas vezes é o tamanho do filme. Existem filmes pediátricos, menores. E não há idade para ser radiografado, há sim a necessidade e a prescrição correta. Radiografar crianças exige muita atenção e rapidez. Inclusive para evitar repetições desnecessárias, pois as crianças não gostam de ficar paradas. Mas, com jeitinho e muita explicação, elas colaboram numa boa e até acabam surpreendendo, mostrando inclusive maturidade, incomum para a idade. Certa vez atendi um garoto de 8 anos que logo foi me interrogando se eu não iria usar o avental de chumbo. E para completar me disse : “É um procedimento legal, não é?”.

Lico: Você pode nos mostrar um radiografia de criança?
Dra. Kellen: Essa é de um paciente de 8 anos de idade. Adoro! Dentição mista! Podemos observar nesta radiografia os dentes permanentes querendo erupcionar e alguns já na boca.

Lico: O que é uma radiografia 3D? Precisa de óculos especiais para vê-la, iguais aos do cinema?
Dra. Kellen: A radiografia 3D é tridimensional, portanto a imagem é muito melhor, sem falar na baixa exposição à radiação em que o paciente é submetido. Lico, querido, não é necessário usar aqueles óculos do cinema (Risos).

Lico: Tirar radiografia dói? Existe algum perigo neste exame?
Dra. Kellen: Fazer radiografia não dói. Principalmente as radiografias extrabucais, mas pode ter um desconforto no caso das intrabucais, dependendo da região a ser radiografada. Há o problema da radiação que é cumulativa no organismo, o que requer proteção, usando no paciente o avental plumbífero (chumbo) e protetor de tireóide. Radiografia exige cautela, não deve ser feita sem necessidade.

Lico: Como é normalmente o seu dia de trabalho?
Dra. Kellen: Pela manhã estou voltando a ficar em clínica, fazendo laudos numa clínica de radiologia odontológica. Lá que vejo as artes do @Acido_X. Minha mãe me chama de dentista de “dedo seco”.
No período da tarde dou aulas num curso de ASB (Auxiliar em Saúde Bucal), que é a auxiliar do dentista. Adoro dar aula. À noite, sou instrutora de trânsito (teórica) na autoescola da minha cunhada. Sou uma dentista-instrutora de trânsito! (Risos) Volto pra casa lá pelas 22h.

Lico: Muito obrigado Dra. Kellen. O bate-papo foi ótimo! Espero que volte em breve para compartilhar novamente o seu conhecimento com os nossos leitores. Dra. Kellen: Quero agradecer ao Lico e o Ailton pelo convite. Adorei ser entrevistada. E gostaria de lembrar que a radiografia quando bem indicada é uma aliada no combate aos ataques daquele terrível @Acido_X. Eu adoro revelar as artes daquele malandrinho!!! Beijo grande!

Dra. Kellen na internet

Blog: http://kcbelmont.blogspot.com/
Twitter: @kcbelmont

Categorias
Entrevistas de Lico

As bocas gambás ou o mau hálito

As bocas-gambás ou o mau hálito
Hoje vou entrevistar a Dra. Paula Rollemberg. Ela é dentista, especialista em halitose. Halitose? Isso mesmo, halitose. Também conhecida como bafo de onça, boca de gambá, mau hálito, entre outros nomes. Vamos descobrir como esse cheiro horrível aparece na boca. O que ela causa e como podemos tratá-la. E melhor, vamos aprender com a Dra., como evitar que o gambá pule dentro da nossa boca e resolva morar lá para sempre.