Todo Dentista Já foi Criança

Qual o céu que não tem estrelas?

Eu sempre dormi muito pouco, desde novinho. E confesso que dei um certo trabalhinho para os meus pais, devido a essa constante falta de sono.
Então, para deixar meus pais dormirem um pouquinho, a minha querida avó ficava acordada comigo. Lembro-me que por diversas vezes fomos para o alpendre… ficávamos admirando o céu estrelado.

Minha avó mostrou-me o Cruzeiro do Sul, as Três Marias e a Estrela d’Alva e me contou como os antigos se guiavam pelas estrelas. Em uma noite de vigília, ela me contou a história dos três Reis Magos, que guiados por uma gigantesca estrela, chegaram à manjedoura do Menino Jesus. Hoje, acho que não dormia para ficar, na verdade, ouvindo as histórias e vendo as estrelas.

Certa noite, ela me perguntou:
– Qual céu que não tem estrelas?

Rapidamente, respondi:
– O céu do dia.

– Não! O céu da boca! Respondeu minha avó, já abrindo a boca e me mostrando que não tinha estrelas.

Depois, ela me jurou que de dia as estrelas continuavam lá no céu, só que a gente não via devido a forte luz do sol, que escondia o brilhinho das estrelas. Talvez, aqui, secretamente, olhando o céu da boca da minha avó, o destino tenha me marcado para virar dentista anos depois…

Dr. Leonardo Augusto é Ortodontista, o dentista que corrige a posição dos dentes. Mora em Belo Horizonte e trabalha na cidade Betim, em Minas Gerais. Seu time de coração é o Cruzeiro. Ele também gosta muito de ler e de acompanhar as novidades sobre tecnologia.

Blog do Leonardo: http://www.ortoblog.com/
Quer seguir A Boca Mágica no twitter? Clique aqui

4 Responses

  1. Ana Tokus

    Ownnn… e o pequeno Leo virou o Dr. Leo Augusto! Muito legal o texto. 🙂

  2. Leo Augusto

    Obrigado a todos, pelos elogios e incentivos!

    Obrigado Ailton, que me vez lembrar dessa lembrança tão boa!

    Parabéns a minha avó, que HOJE completa 83 anos de sabedoria e jovialidade!

    Grandes Abraços

  3. Nina

    Lindo texto Léo….deu saudade aki de qd minha avó tinha saúde , e eu sendo a neta preferida, ganhava td q eu pedia…Tempo bom q não volta mais….

  4. Neto Miná

    Poxa, que lindo texto Leo. Me fez lembrar a minha avó. Muito bonito e emocionante. Parabéns.

    Parabéns Ailton, o blog será um sucesso. =D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + dezesseis =